Notícias

Notícias > Os 10 erros de pronúncia no inglês mais cometidos por brasileiros
erros-pronuncia-ingles
Os 10 erros de pronúncia no inglês mais cometidos por brasileiros

O inglês está em todos os lugares. Filmes, músicas, internet… E como a maioria dos brasileiros, você deve amar essa lí­ngua também (pelo menos porque chegou até esse texto). E conforme vamos experienciando esse contato com o idioma, pouco a pouco conseguimos entender melhor e vamos arranhando uma ou outra palavra. Mas para nós brasileiros, a pronúncia nem sempre é tão simples.

Ao longo da história, essa lí­ngua teve influência tanto dos dialetos celtas (como o francês, que compartilha também do latim), quanto das germí¢nicas. Então é comum que existam fonemas com os quais não estejamos acostumados. Mas uma boa notí­cia: tendo ciência dos erros (alguns deles, listados abaixo) e praticando bastante, dá pra falar bonito até em território gringo. Preparado pra falar? Então vamos nessa:

 

 

1. O som de “th”

Um dos erros mais comuns e conhecidos de pronúncia é esse. Isso porque fonema (x) não existe no português! Então muitos acabam subtituindo pelo som comum da letra “t”. Para falar corretamente, coloque a ponta da lí­ngua entre os dentes e sopre um “s”, como nos casos abaixo:

Thing:

Through:

 

Ou um “z”, como nessas ocasiíµes:

Those:

That:

No começo pode parecer difí­cil. Mas a prática leva í  perfeição!

 

2. Forçar a pronúncia da vogal final em verbos terminados em “-ed”

Esse caso também é muito comum. Em muitas palavras do inglês a vogal é completamente o omitida, como nos verbos regulares no past perfect. Ouça:

Finished:

Cooked:

 

3. Pronunciar o “l” no meio das palavras

Para nós, é muito comum que o “l” tenha som de “u”. Mas no inglês não é bem assim! Quando a letra se encontra no meio da palavra, ela não é dita.

Walk:

Talk:

Half:

 

4. Usar a sí­laba forte diferente

E aí­ cabem muuuitos casos! Mas entre as dúvidas mais famosas estão:

Police:

Hotel:

Algumas palavras no inglês tem a primeira sí­laba como forte. Para nós, quando a palavra é muito grande, fica difí­cil de identificar na leitura. Mas com conversação e prática constante é muito mais fácil aprender!

Adjective:

 

5. Falar o “l” no final da frase sempre com som de “u”

Essa regra não é tão engessada. Em algumas palavras, como “will”, o “ll” pode sim ser pronunciado como “u”. Mas normalmente, ocorre o como nos áudios a seguir:

Still:

Brazil:

 

6. Pronunciar o “a” de “apple” como “ei”

Apesar da pronúncia comum do “a” ser em ditongo, qualquer vogal sucedida por consoantes dobradas na escrita (nesse caso, os dois “p”) é pronunciada da maneira comum.

Por exemplo:
write (pronunciada com ditongo):

written (como o “i” simples, já que é sucedido por dois “t”):

 

Então “Apple” se pronuncia desse jeito:

Legal, né?!

 

7. Pronunciar o “g” no present particle

Não muito comum e fácil de se acostumar: palavras present particle são pronunciadas com o “g” mudo!

Singing:

Running:

 

8. Pronunciar o “t” com o som de “ch”…

O uso do “tchu” para falar “two” é bem mais compreensí­vel para nós brasileiros. Mas o “t” no começo das palavras está muito mais próximo de “ts” na pronúncia. Olha esses exemplos:

Two:

Too:

To:

 

9. …e não pronunciar o “ch” com som de “t”.

“OK, Hey! Agora você está tentando me confundir!”. Calmaa 😄 é assim mesmo! Embora o “t” não se pronuncie com “ch”, palavras terminadas com essa sí­laba levam a sonoridade do “t”. Pra ficar mais claro:

Reach:

Beach:

Nesse último caso, esteja bem atento para pronunciar o “ea” como um “i” fechado. Um som mais aberto (como o de “E”) pode ser mal interpretado!

 

10. Forçar vogais de apoio!

í‰ mania nossa. No português é muito comum acabar as palavras com vogal. Mesmo que ela não exista 😒 quem nunca pronunciou algo como “facebookI”?

Facebook

 

Mas vale lembrar: na roda com os amigos, não precisa forçar o sotaque certinho! Deixa isso pra quando for viajar ou pra quando estiver nas aulas de inglês 🙂

 

Gostou? Compatilhe com seus amigos!

Postado em:

18 de janeiro de 2018


Anterior